• (51) 3224.1997
  • ouvidoria@abojeris.com.br
  • 09:00 às 12:00, 13:00 às 18:00

Participação da categoria na AL é fundamental para garantir reajuste salarial

  • Publicado em: 01 de Novembro de 2018

O governador eleito, Eduardo Leite (PSDB), define a sua estratégia no parlamento. Ele deseja prorrogar as alíquotas do ICMS para os próximos anos.  Para isso, aposta na barganha junto aos deputados que não se reelegeram. Ele entende que tem mais chances de aprovar projetos nesta legislatura, com a atual configuração do parlamento.

Não descarta uma convocação extraordinária da Assembleia Legislativa para retomar o debate sobre a PEC do duodécimo dos poderes. Nesse contexto estão os projetos de reposição salarial das categorias. O novo governo tenta protelar a apreciação das matérias em plenário, que deverão ser a principal pauta da agenda do governador eleito. O Tribunal de Contas do Estado deverá aprovar, em sessão administrativa na próxima quarta-feira (07), a conversão de licença prêmio em pecúnia. 
As entidades seguem a caminhada para reafirmar os apoios dos deputados aos projetos de reposição salarial com a retroatividade.

PT - 11 Deputados. Fechou posição pela aprovação na reunião de bancada da última terça-feira.

PDT - sete Deputados. Marlon, o oitavo, só vota em caso de empate. Estamos buscando fechar a bancada com a posição favorável ao retroativo. O objetivo é isolar eventual posição do presidente da AL, caso ele protocole o projeto de reposição para os servidores da Casa sem a retroatividade. Vamos contatar os deputados Juliana Brizola, Gilmar Sossela, Ciro Simoni e Enio Bacci.

PSOL - um Deputado. Posição fechada pela reposição com a retroatividade. 

PCdoB - dois Deputados. Faremos novo contato com os deputados Juliano Rosso e Manuela D’Avila. O objetivo é unificar a intervenção do bloco de oposição para votação no dia 06 de novembro. 
Com estas bancadas fechadas, temos 21 votos. A partir disso, é preciso buscar votos individualmente para chegar aos 28 votos necessários à aprovação dos projetos com a retroatividade. Precisamos contatar prioritariamente os seguintes parlamentares:

PR - Bombeiro Bianchini;


PRB - Sérgio Péres;

PTB - Regina Becker Fortunati, Luis Augusto Lara, Ronaldo Santini;

PSDB - Adilson Troca;

MDB - Gilberto Capoani, Álvaro Boessio, Edson Brum;

PSB - Elton Weber, Liziane Bayer, Catarina Paladini;

PP - Silvana Covatti, Adolfo Brito, Frederico Antunes, Sérgio Turra.

Portanto, a Abojeris Sindicato convida todos os Oficiais de Justiça para que compareçam na Assembleia Legislativa na próxima terça-feira (06), às 10 hs. Estaremos acompanhando a reunião da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, que deverá apresentar o projeto de reposição salarial de 5,58% para os servidores daquela Casa. Logo após, às 11 hs, na reunião de líderes de bancadas, todas as matérias podem ser pautadas na sessão plenária do mesmo dia. Precisamos garantir a aprovação dos projetos com a retroatividade. A categoria deve ficar vigilante a qualquer tipo de manobra de última hora que ameace a retirada da retroatividade aos trabalhadores e aumente os prejuízos, dada a espera de mais de um ano de tramitação da matéria no legislativo.